As glândulas sebáceas localizadas na face são as responsáveis pela oleosidade da pele e eventual presença de “cravos” e “espinhas”. Além dos tratamentos tópicos, com sabonetes especiais, peelings e produtos que controlam a secreção dessas glândulas, é de fundamental importância o controle do “stress” e da alimentação. Tanto o cortisol, liberado nesse estado, como a gordura, presente na alimentação diária e que muitas vezes passa despercebida, influenciam diretamente na produção do sebo, especialmente na famosa zona “T” da face, onde as glândulas sebáceas encontram-se presentes em maior número. Para as mulheres, que notam piora desse quadro no período pré-menstrual, vale a pena investigar também a parte hormonal.

Voltar para a página principal