*Por Ricardo Leme

Hipócrates, considerado um dos pais da medicina ocidental, já explicava em sua frase célebre que a saúde se fundamenta na forma como a pessoa se alimenta: “Seja o teu alimento o teu medicamento e seja o teu medicamento o teu alimento”.

À semelhança da alimentação para o corpo físico, precisamos também de uma alimentação diferente para nosso “corpo emocional” e também de uma terceira para nosso “corpo mental”. Mesmo não vendo estes corpos quando nos olhamos no espelho, podemos percebê-los sem muito esforço e com um pouco de boa vontade.

Importante saber que a pessoa que cuida da alimentação para o corpo físico mas não nutre seus outros corpos, também é um ser “desnutrido”. Claro que a desnutrição protéica (física) é uma realidade e precisa de cuidados médicos, mas uma desnutrição ainda mais grave e que nos passa despercebida é a desnutrição psicoconsciencial (“corpos” emocional e mental). O desnutrido mental e emocional é uma pessoa que pode causar muitos danos sociais.

Devemos sempre lembrar, no entanto, que este tipo comum de desnutrido no nosso meio não tem a mínima consciência do estrago que causa. São pessoas que como todos sempre estão tentando fazer seu melhor e dar o melhor de si. No entanto sua formação, cultura familiar e círculo de amizades bem como hábitos do grupo ao qual pertencem, o prepararam para o sucesso pessoal e não para o sucesso social.

Dessa forma, a pessoa aparentemente bem sucedida, alcança este sucesso a partir do prejuízo alheio, sem se dar conta de que este prejuízo no médio e longo prazos se voltará contra ele próprio ou sua prole futuramente.

E você, como tem cuidado da alimentação dos seus “corpos”?

*Artigo do Dr. Ricardo Leme – especial para a Ayni Saúde Integrada

Voltar para a página principal